domingo, 10 de setembro de 2017

Aqui na América




Estudar em Lima, no Peru: boas universidades e bolsas de estudos!
Por Colunista do Estudar Fora



Por Priscila Faria
No início de 2016, eu estive no Peru como turista, e por alguma razão, eu gostei muito de Lima e coloquei como objetivo para 2017 viver no Peru. Eu estava caminhando por um bairro de Lima, quando minha amiga me mostrou a universidade em que ela havia estudado. Segundo ela, uma das melhores universidades do Peru. Pude ver o tamanho e exuberância dos três edifícios, e veio em minha cabeça: “Um dia eu vou estudar em Lima aqui também”. Eu não sabia como, nem quando exatamente, mas eu sabia que eu queria.

Eu não estava feliz com minha rotina no Brasil e sentia que precisava respirar novos ares, viver algo novo. Durante todo o ano de 2016, eu acordava e dormia buscando bolsas de estudos (principalmente aqui no Estudar Fora!) e depois de muitas aplicações para processos seletivos, eu consegui! Consegui a bolsa de estudos do Programa Santander Ibero-americanas, hoje vim estudar em Lima – estou cursando um semestre de graduação exatamente onde eu havia mentalizado: Universidad del Pacífico, uma das universidades mais renomadas do Peru, destacada na área de ciências empresariais e empreendedorismo.

Como é a bolsa para estudar em Lima?
A bolsa-auxílio de 3 mil euros (aproximadamente 12 mil reais para todo o semestre) é para te ajudar com despesas referentes a transporte, alimentação, moradia e você pode administrar o valor como achar melhor. Você não precisa se preocupar em pagar o curso da universidade com seu dinheiro, pois ele é concedido por meio da parceria entre sua universidade de origem e a de destino.

Simplificando, quem escolhe os bolsistas é a universidade de origem e quem paga o valor da bolsa é o Santander. Para concorrer a bolsa, você tem que estar matriculado em uma das 123 universidades conveniadas e ser estudante de graduação. Você tem que se inscrever no site do Santander (um questionário simples) e depois seguir as orientações da sua universidade. Como minha universidade de origem é a PUC Minas, foi ela que fez todo o processo de seleção, de acordo com o edital e requisitos próprios. Pode ser que o edital varie de universidade para universidade, mas eu vou contar quais foram as etapas que eu tive que fazer para você ter uma referência.

Como foi o processo seletivo?
Depois de ver que eu cumpria todos os requisitos obrigatórios de acordo com o edital da minha universidade (percentual de aproveitamento de notas, tempo cursado e cursos elegíveis), eu enviei uma carta de intenções explicando o motivo de interesse no intercâmbio, indicando a 1ª e a 2ª opção de escolha da universidade de destino e período de estudos (você pode escolher qual semestre do ano você quer viajar para o outro país).

Como escolhi estudar em Lima, na Universidad del Pacífico no Peru, tive que comprovar proficiência nível intermediário em espanhol. Calma! Não precisa ser certificado oficial! Sob orientação da minha universidade, eu paguei R$ 60 e fiz uma prova de nivelamento em uma instituição de idiomas (questões fechadas, uma redação e um diálogo em espanhol com o avaliador). No dia do nivelamento eu estava bastante ansiosa porque eu nunca havia feito curso de espanhol e somente havia estudado por conta própria semanas antes. Com exceção do meu nervosismo, o processo foi muito tranquilo e agradável.
De quase 100 intercambistas do mundo inteiro que vieram estudar em Lima, eu sou a única que falo português. Imagina o desafio? Não sou fluente em inglês ou espanhol (ainda), mas estou fazendo matérias em ambos para aprender os dois idiomas, ao mesmo tempo que estudo matérias que gosto. Estou tendo aulas sensacionais, professores com currículos impressionantes, e uma infraestrutura gigante na universidade.

Se você também tem um sonho de fazer intercâmbio, você consegue. Não importa se você não tem dinheiro ou não é fluente em outro idioma. Existem bolsas de estudo no mundo inteiro, com uma diversidade de escopo que você nem imagina. As inscrições para o Santander Ibero-americanas estão abertas até o dia 9 de junho! 

 
Sobre Priscila
Priscila Faria é estudante de graduação em Administração de Empresas na PUC Minas e está fazendo o intercâmbio de um semestre na Universidad del Pacífico, em Lima, no Peru. Com perfil empreendedor e apaixonada por negócios, quer construir uma carreira com propósito, trabalhando em empreendimentos com impacto social pelo mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário